Cinema, hq, video games e… e-books, por que não?

Uns poucos anos atrás, li um artigo1 contendo uma breve entrevista do Neil Gaiman. Nele, o autor – que, para quem não conhece, faz parte da santíssima trindade dos quadrinhos, ao lado de Frank Miller e Alan Moore – expõe suas opiniões sobre as adaptações de personagens de HQs para o cinema da década de … Ler mais

Ode ao colofão no e-book

(eu sei, isso tá com a maior cara de post institucional chapa-branca. Mas prometo que não é. Só que também não posso prometer que é um texto tão prático quanto os que costumam aparecer por aqui) Lembro que quando o Hermida me contou que os e-books da Cosac tinham colofão, eu tive que segurar uma … Ler mais

Cultura digital letrada ou O livro digital já é digital o bastante

Foi durante uma das últimas aulas que assisti. A disciplina tinha como tema a história do livro no Brasil. Em algum momento, por algum motivo, a discussão se voltou para os livros digitais. Agucei os ouvidos. Houve os comentários usuais, desde os de gosto – “Não suporto e-books” –, passando pelos moderados – “Leio digital … Ler mais