“O que fazer, então?”, indagou o editor

Ok, acho que já deixei bem claro que o editorial precisa se envolver com o setor de e-books. Agora vamos começar a pensar em como você pode mudar a sua rotina para inserir os livros eletrônicos nela. ATENÇÃO! Este post está sob a perspectiva de uma pessoa que trabalha sobretudo com livros de literatura de … Ler mais

Cosac Naify: Criação e maturação do departamento digital

Em 2009, na editora Zahar, o departamento de e-books foi se formando à medida que as coisas iam acontecendo, o que permitiu, desde o princípio, uma boa integração com os demais departamentos da editora. Na época não existiam ainda ferramentas próprias para edição e manipulação dos arquivos, e a maior dificuldade ficava em torno das … Ler mais

Relações de dependência

Nos últimos meses, grande parte das notíciais sobre e-books se concentravam na disputa da Amazon com a editora Hachette e, apesar do foco ser o desenrolar de um evento pontual, em muitos momentos a discussão se tornou um pouco mais abrangente, questionando o papel das editoras no mercado e as relações que são traçadas no … Ler mais

Uma aprendizagem ou O livro digital na Rocco

O investimento em e-books no Brasil teve inicio por volta de 2009 e 2010, quando algumas editoras começaram a converter seu catálogo para o formato digital. No entanto, tal investimento era ainda tímido e se concentrava apenas na etapa de produção. Foi apenas no segundo semestre de 2012, com o ingresso das gigantes Amazon, Apple, … Ler mais

Departamento para livros digitais – 0.1

Já há algum tempo tencionava escrever sobre modelos de departamentos e suas rotinas. Minha ideia inicial era descrever como se deu a criação dos departamentos digitais da Zahar e da Cosac, os principais erros e acertos do processo. Amadurecendo essa ideia, junto ao time do Colofão, resolvemos fazer uma série de artigos sobre implementação de … Ler mais