Manual de estilos para e-books da Cosac Naify

accessories-text-editor

Como mencionado no texto sobre a criação de departamento da Cosac Naify (clique aqui para ler), à época de sua estruturação na editora criamos um manual de estilo para fornecedores. Este manual foi elaborado com base em testes, servindo também como material de consulta tanto para revisões quanto para elaboração das edições digitais. Ainda utilizo … Ler mais

Edições digitais bilíngues

img1

As edições bilíngues, geralmente, podem ser compostas de duas maneiras: por páginas intercaladas, cujo conteúdo se apresenta simultâneo [ conteúdo | content ], ou em seções separadas, nas quais todo o conteúdo flui linearmente numa língua e, ao fim, em outra. Certo? Certo! A segunda maneira não tem lá grandes mistérios quando passa do impresso … Ler mais

Projetos gráficos para e-books

Já resumi aqui (e aqui) um pouco sobre adaptações de projetos gráficos para livros digitais. Todavia, mesmo quando a adaptação se torna algo quase que completamente novo, ainda se trata (ao menos para mim) de manter traços da identidade do projeto original, elementos que o tornem reconhecível, por assim dizer. Agora, e quando não existe … Ler mais

O digital além do livro

Para mim, faz cada vez mais sentido pensarmos em conteúdo e não em plataforma. Pensar em plataforma é limitar, reduzir, bloquear; pensar em conteúdo é abrir um horizonte de possibilidades. Sejam elas de jornada do usuário, monetização ou distribuição. Resolvi escrever um texto sobre transmídia, porque acredito que seja um caminho extremamente relevante para, no … Ler mais

Bibliomundi, novo player no mercado brasileiro

bibliomundi

Na FLIP de 2015, como já mencionado em outro texto, a plataforma Bibliomundi foi anunciada, criando muita expectativa no mercado. Os ex-Xeriph, Raphael Secchin e Pedro Lopes, enxergaram a oportunidade de atender autores autônomos que procuravam vender seus e-books em livrarias nacionais e decidiram encabeçar este projeto, que acabou se tornando uma plataforma mais robusta … Ler mais

Autopublicação digital: onde mais histórias são possíveis

Uma vez me perguntaram de onde tiro coragem para publicar as coisas que escrevo. E acho que nunca pensei em publicar em termos de “coragem”. Respondi que coragem eu preciso para sair de casa; para escrever e publicar em tempos de internet, não preciso nem de motivo. Os recursos para se publicar estão aí, à … Ler mais

Notícias de Guadalajara

Nós estivemos na Feira Internacional de Libro de Guadalajara (FIL) e as notícias que trazemos de lá são muito boas! A começar que o projeto “Pipoca na FIL”, em nome da Suria, foi selecionado pelo MinC para compor uma delegação que representou a bibliodiversidade brasileira. E o mais bacana é que, além de nós, havia … Ler mais