BISAC: para que serve e como usar

Book Industry Study Group

Já falamos anteriormente sobre metadados, por aqui e ali. Dessa vez, no entanto, gostaria de dar uma dica bem prática sobre como melhor preencher o metadados de seu livros. O exemplo escolhido é um que vejo que muitas editoras brasileiras não andam prestando tanta atenção: o cadastro de categorias. Nas players estrangeiras como Amazon, Apple, … Ler mais

Produzir ebooks pra criançada

Apesar de ainda ser um mercado muito pequeno, há dois anos começamos a produzir livros digitais voltados ao público infantil. Mas por que apostamos em e-books infantis? Bom, vamos por partes. Os livros infantis e suas diversas linguagens O livro infantil sempre favoreceu a incorporação de outras linguagens, e isso desde o primeiro livro para … Ler mais

Autopublicação – as maravilhas e agruras de cada plataforma

Para quem quer publicar e-books de modo independente no Brasil, há muitas opções, desde as plataformas mais conhecidas – como o Kindle Direct Publishing (KDP), da Amazon, o Kobo Writing Life (KWL), da Kobo, e o iTunes Connect, da Apple, para ficar naquelas que têm interface em português – até iniciativas locais que começam a … Ler mais

Marketing de conteúdo, ou Conquistando o coração do leitor

Exemplo de marca conquistadora de corações. Na semana passada, saiu a notícia da criação do Brightly, um site associado à Penguin Random House dedicado a publicar artigos sobre livros e leitura; a ideia é ser uma referência para pais que queiram incentivar seus filhos a se tornarem grandes leitores. Esta não é a primeira (e … Ler mais

Metadados: a ponte entre leitor e livro

(É, a imagem se refere a um tipo diferente de metadados, mas eu sou mesmo muito protetora em relação às minhas planilhas.) Já diz a famosa citação de Louis Pasteur que “o acaso só favorece a mente preparada”. No mundo das compras online – um ambiente de “acaso controlado”, onde os links que seguimos podem … Ler mais