Autores youtubers e cultura digital

Imagem: http://clutterbug.me/wp-content/uploads/2016/04/keep-calm-im-a-youtuber-.png

A primeira vez que refleti seriamente sobre o Youtube foi no segundo período da faculdade. Na disciplina Mídia e cultura de massa, lemos o artigo “VIDEOTRASH: o YouTube e a cultura do ‘spoof’ na internet”, do pesquisador Erick Felinto. O texto, de 2008, discutia o crescimento no consumo de uma cultura de valor supostamente baixo … Ler mais

Bibliomundi, novo player no mercado brasileiro

bibliomundi

Na FLIP de 2015, como já mencionado em outro texto, a plataforma Bibliomundi foi anunciada, criando muita expectativa no mercado. Os ex-Xeriph, Raphael Secchin e Pedro Lopes, enxergaram a oportunidade de atender autores autônomos que procuravam vender seus e-books em livrarias nacionais e decidiram encabeçar este projeto, que acabou se tornando uma plataforma mais robusta … Ler mais

Autopublicação digital: onde mais histórias são possíveis

Uma vez me perguntaram de onde tiro coragem para publicar as coisas que escrevo. E acho que nunca pensei em publicar em termos de “coragem”. Respondi que coragem eu preciso para sair de casa; para escrever e publicar em tempos de internet, não preciso nem de motivo. Os recursos para se publicar estão aí, à … Ler mais

Autopublicação – as maravilhas e agruras de cada plataforma

Para quem quer publicar e-books de modo independente no Brasil, há muitas opções, desde as plataformas mais conhecidas – como o Kindle Direct Publishing (KDP), da Amazon, o Kobo Writing Life (KWL), da Kobo, e o iTunes Connect, da Apple, para ficar naquelas que têm interface em português – até iniciativas locais que começam a … Ler mais

O conto e a expansão

Como leitor, só posso me definir como um chato. Além de fugir muito pouco dos gêneros de que mais gosto, tenho pouca inclinação a histórias que não sejam bem fechadas. Não consigo evitar a frustração se chego ao final de um livro (ou conto, filme, HQ etc.) e descubro que o autor deixou frações importantes … Ler mais

Do digital para o impresso

As peculiaridades de cada suporte Você já deve ter lido diversos testemunhos sobre os desafios de transpor determinados livros impressos para o formato digital, certo? Algumas obras podem ser mais complexas de acordo com o conteúdo ou peculiaridades de projeto gráfico. Um exemplo interessante é o da obra de Gógol sobre a qual o Antonio … Ler mais