De novo: o livro digital não morreu

Quem costuma ler notícias sobre o mercado editorial já deve ter acompanhado a polêmica causada pelo texto Um e-book de fracasso, publicado na última terça-feira no PublishNews. Basicamente, o colunista Paulo Tedesco argumenta que os e-books se mostraram uma grande decepção para editoras e autores, dadas as limitações do modelo de negócios e a estagnação … Ler mais

E-books e a leitura social

A leitura, mesmo quando feita de maneira solitária e em silêncio, sempre teve um componente social. Muito antes que o Twitter e o Facebook dessem as caras nas nossas vidas, já estávamos discutindo obras e autores em saraus, clubes do livro e conversas mais informais. Até atividades específicas do ambiente digital – como clubes do … Ler mais

Os livros digitais do futuro? – O retorno

Alguns meses atrás, escrevi aqui sobre como poderiam ser os livros digitais do futuro a partir da experiência de uma editora inglesa, a Visual Editions. Na época, a editora acabara de anunciar o Editions at Play, um projeto em parceria com o Creative Lab do Google que tinha o objetivo – ainda bastante misterioso – … Ler mais

O livro digital não morreu

Os últimos meses foram marcados por uma onda de pessimismo em relação ao desempenho dos livros digitais no mercado: depois de diversas editoras relatarem um crescimento do digital menor do que o esperado em 2015, uma matéria no New York Times concluiu – com razão – que o livro impresso está longe de morrer. Como … Ler mais

Segmentação, um caminho possível

Algumas semanas atrás, saiu a notícia de que o Oyster, um dos serviços de assinatura de e-books mais falados nos EUA, vai encerrar suas atividades em 2016. Embora o comunicado oficial não dê muitos detalhes, é fácil imaginar os motivos: para atrair grandes editoras, a plataforma ofereceu remunerá-las por cada leitura de seus e-books como … Ler mais

Os livros digitais do futuro?

Alguns textos atrás, escrevi aqui no Colofão sobre aplicativos. Dediquei alguns parágrafos aos apps que, para mim, usam o meio a seu favor e realmente acrescentam algo à experiência do leitor, ao invés de simplesmente tentar copiar o livro impresso (ou, inversamente, usar elementos interativos sem critério, a ponto de criar uma distração, e não … Ler mais

Quando publicar um e-book?

No mundo do livro impresso, a data de lançamento é crítica para o sucesso geral de um título: os livros mais novos tendem a ter lugar de destaque nas livrarias, e é no período próximo ao lançamento que se concentram os esforços de divulgação; nas semanas seguintes, à medida que novas apostas chegam às lojas, … Ler mais