Publicações digitais independentes e as relações na era tecnológica

ideia

Se tem algo que eu simplesmente amo na internet é seu poder transformador. É impressionante o quanto a tecnologia tornou propício o compartilhamento do conhecimento, e eu acho particularmente lindo o fato da própria internet ter nascido de conhecimento compartilhado. Mas, tentando não me prolongar na face filosófica da internet e focar no propósito deste … Ler mais

Omnichannel, Internet das Coisas e livrarias sci-fi

-Omnichannel- is a buzzword that describes a survival strategy.

Vou ser bem sincera, nas primeiras vezes que escutei o termo omnichannel não compreendi muito bem a diferença dele para o que já chamavam de multichannel ou até cross channel. Fiquei um tempo fazendo pesquisas do termo e diferentes cases para compreender melhor, e a conclusão a que cheguei foi de que o termo é … Ler mais

Audiobook: nem tão novo e nem tão esquecido

audiobook

Os audiobooks estão vagando o mundo desde a década de 1970 e, no entanto, despertam menos curiosidade no mercado editorial do que seus primos e-books. Com um desenvolvimento tecnológico extremamente rápido, tivemos, em menos de 50 anos, audiobooks em cassetes, LPs, CDs, MP3 e agora via streaming em serviços de assinatura como o da brasileira … Ler mais

Bibliomundi, novo player no mercado brasileiro

bibliomundi

Na FLIP de 2015, como já mencionado em outro texto, a plataforma Bibliomundi foi anunciada, criando muita expectativa no mercado. Os ex-Xeriph, Raphael Secchin e Pedro Lopes, enxergaram a oportunidade de atender autores autônomos que procuravam vender seus e-books em livrarias nacionais e decidiram encabeçar este projeto, que acabou se tornando uma plataforma mais robusta … Ler mais

Perfis de usuários e escolhas de padrões

Uma pergunta que muito frequentemente me fazem quando começam a se interessar por livros digitais é: qual e-reader você me recomenda? O que as pessoas costumam achar curioso é que eu não tenho uma resposta padrão, eu geralmente faço uma série de perguntas a respeito dos hábitos e preferências tecnológicas da pessoa, assim como da … Ler mais

BISAC: para que serve e como usar

Book Industry Study Group

Já falamos anteriormente sobre metadados, por aqui e ali. Dessa vez, no entanto, gostaria de dar uma dica bem prática sobre como melhor preencher o metadados de seu livros. O exemplo escolhido é um que vejo que muitas editoras brasileiras não andam prestando tanta atenção: o cadastro de categorias. Nas players estrangeiras como Amazon, Apple, … Ler mais

Uma estratégia para a todos governar

No ano passado, na Bienal de SP, a Amazon marcou presença com sua estreia na comercialização de livros impressos. Este ano (apesar de ser impossível achar a programação no site da Bienal), a gigante do varejo traz no seu estande eventos como sessão de autógrafos e, o que acredito que seja sua grande aposta, a … Ler mais